quinta-feira, 11 de março de 2010

Romã (punica granatum) - Árvore da união eterna

Você sabia que a romãzeira é a árvore do amor e da fecundidade?

Tudo porque apresenta sementes abundantes, umas grudadas às outras. Os gregos, que a consideravam símbolo do amor, a consagraram à deusa Afrodite, pois acreditavam em seus poderes afrodisíacos.

Além de aparecer em textos bíblicos, a romãzeira foi cultivada na antiguidade pelos fenícios, gregos e egípcios, e segundo pesquisadores, provém do centro do Oriente Próximo, junto com outras plantas frutíferas como a figueira, a macieira, a pereira, o marmeleiro, a cerejeira, a amendoeira, a avelaneira e a castanheira. Seu cultivo é realizado em mais de 100 países do mundo.


A variedade mini, pode atingir até 1,5m de altura, gosta de muito sol e de umidade. Recomenda-se que fique em ambiente ensolarado ao menos quatro horas por dia, bem como três regas por semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário