terça-feira, 22 de junho de 2010

Noivos com muito amor - a história de Bruna e Guilherme


Conversando com a Bruna (que é linda!), percebi que todo o amor e cuidado que o casal teve com a festa de noivado não foi à toa.

Mais uma história de amor que eu vou dividir com vocês... as fotos são da Simone Magalhães.

"Eu e o Guilherme nos conhecemos durante as eleições de 2008. Nós éramos advogados de um candidato a prefeito, ele em Curitiba, eu em Londrina. Depois de muita conversa por e-mail e telefone, começamos a namorar. Nos dávamos tão bem! Até que, em um domingo de setembro, uma semana antes do meu aniversário, tivemos uma discussãozinha besta. Achei que ele viria pedir desculpas no dia do meu aniversário. Mas, nada! O mal entendido continuou e, no dia seguinte, terminamos. A primeira semana foi terrível. Comecei a sair para me divertir sozinha, mas sabia que continuava apaixonada por ele. Toda semana ele me mandava um e-mail, uma mensagem, sobre qualquer assunto. Eu muito raramente respondia. Até que no final de janeiro de 2010 ele me disse que viria para Londrina, e precisava que eu escutasse o que ele tinha pra falar. Então, como eu não pensava mais nele, já estava envolvida com outro e imaginando o tom da conversa, pensei: 'É a chance que eu tenho pra dar um belo pé na bunda dele e dizer tudo o que sempre quis!' Saímos para jantar e, enquanto não entrava no assunto principal eu percebi que ainda amava aquele homem. Ele disse que ainda me amava, que queria voltar. Disse que eu não estava disposta a arriscar tudo de novo, que era muito dificil confiar novamente e que era impossível ele ter uma resposta minha naquele dia. Após algumas semanas resolvi que faria o seguinte: Se ele quer voltar, então vamos voltar pra casar! Pois era tudo o que ele queria ouvir! Ele tomou a frente nos preparativos para o noivado e também para o casamento. Nada se perdeu! O sentimento que tinhamos antes do término se intensificou. Ele fez um discurso muito lindo e emocionante no noivado e o pedido de casamento, que acontecerá em abril de 2011, também foi maravilhoso. Dessa história, dá pra perceber que não adianta forçarmos uma situação. Nem tudo é do jeito que planejamos, mas se tiver que ser daquele jeito, vai ser.

Um comentário:

  1. Fico feliz em compartilhar essa história com vocês! E agradeço à Le Petit Vert por ter tornado esse momento mais especial ainda!!! Muitíssimo obrigada, Carmen!!!

    ResponderExcluir